Polícia abre inquérito e vai ouvir familiares de secretária morta pelo marido

A Polícia Civil determinou a abertura de um inquérito para tentar descobrir o que teria motivado o assassinato da secretária de Educação da cidade de Boa Vista, Dayse Alves, ocorrido na noite dessa segunda-feira (15), em um motel localizado às margens da BR-104, em Campina Grande.

A polícia trabalha com a suspeita de que Dayse teria sido morta a tiros pelo marido, Aderlon Bezerra de Souza, que também se matou em seguida. Aderlan era funcionário municipal.

De acordo com o superintendente da Polícia Civil em Campina Grande, Luciano Soares, a partir desta terça-feira (16), familiares e amigos serão ouvidos na tentativa de elucidar o caso. O delegado disse que os corpos do casal estão no Instituto de Polícia Científica (IPC), onde estão sendo necropsiados.

A Imprensa também tentou ouvir a delegada Nercília Dantas, que está à frente do caso, mas não teve as ligações atendidas.

O casal deixa duas filhas. O horário de velório e sepultamento ainda não foi definido pelos familiares.

 

 

com Portal Correio

Por: Junior Queiroz em 16 de abril de 2019

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *